sexta-feira, 1 de junho de 2012

Certezas (?)






A certeza do outro está incomdando?


Por certo topou com a sua no meio do caminho


(que, como dizia o poeta, tinha uma pedra).











* Cecilia Ferreira

8 comentários:

  1. Tô amando esses pensamentos que viram posts kkk

    Tadinho do Cupido...bater a cara assim dói pra caramba.kkkkkkkkkk

    Beijim, bela.

    ResponderExcluir
  2. Nada melhor do que a topada para gerar um incomodo e nos fazer tomar uma medida! risos*** Esse dava outro post!

    ResponderExcluir
  3. Fato. Fataçoooooooo. Estou tomando. Já comecei minha pequena grande revolução. E agora, adeus resignação, adeus "é assim mesmo": quero e tenho urgência de VIVER.

    (Acabou o tempo? kkk...e eu me levanto deste divã...Até a próxima!). kkkkkkkkkk

    (Baixinho: obrigada...)

    ResponderExcluir
  4. De quê? Vc se salva todos os dias e mais àquelas lindas crianças a quem se doa. Bjnhs

    ResponderExcluir
  5. Olá,gosto muito das suas poesias.(Feição do Não Possuído,minha preferida)Achei seu blog por acaso e agora sempre dou uma passada por aqui.Abs e minha sincera admiração.

    ResponderExcluir
  6. Raquel, que delícia saber disso! Que bom que me escreveu! Vou estar esperando, venha mesmo!

    ResponderExcluir
  7. Que belo pensar, Cecília. Os encontros desconcertantes deixam lições para experiências futuras. Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diz sempre verdades, amigo! Que venham as experiências e as quebras de nossas certezas,desde que para e pelo bem

      Excluir

Que bom que quis comentar. Pode esperar que logo respondo. Obrigadinha.